NOTÍCIAS


Electra 

TimeOut
Ana Dias Ferreira


Há quem conheça o nome por causa da expressão complexo de Electra, usada na psicanálise para designar a atracção da filha pelo pai. Entre muitas outras coisas, essa é a história de Electra, a personagem da mitologia grega que manda matar a mãe para vingar a morte de Agamemnon, o pai, e que a coreógrafa Olga Roriz foi buscar como inspiração para o seu novo solo, que se estreia esta quinta-feira no Teatro Camões, às 21.00.

Há dois anos que Roriz não dançava um solo, e é a própria que diz que esta talvez seja a última vez que o faz. “Na minha idade [54 anos] já não é normal que eu dance uma hora. Sabemos que os bailarinos coreógrafos geralmente dançam até tarde, mas eu tenho a noção do tempo e o que é verdade é que o meu corpo sofre com isto.”

No ano em que a coreógrafa prepara uma mega produção da Sagração da Primavera, a ser apresentada no CCB, em Maio, Electra corresponde a um “privar mais íntimo”. “Há uma diferença entre ver um dos espectáculos criados para a Companhia Olga Roriz ou um solo dançado por mim”, diz a coreógrafa. “É como ir a minha casa e ser convidado para a sala ou chegar até ao quarto. Esta sou mesmo eu.”

Em Electra, Roriz está no meio de um palco enorme e “descarnado”. Logo à primeira vista é evidente a solidão de uma mulher que está permanentemente à espera que alguém chegue. Esse é um dos temas deste espectáculo, mas há outros, retirados de várias leituras que a coreógrafa fez de diferentes versões da tragédia de Electra: “a complexidade da mulher que espera; a clausura de quem não sai do mesmo sítio; o lado feminista e da vingança; e o lado real da princesa que sente a dor de não ter vivido o amor e que envelhece sozinha.”



CONFERÊNCIA "MOZART E AS ÁRIAS PARA SOPRANO" NO TEATRO CAMÕES
2014-04-08

A música de Mozart e em concretas as árias para soprano, que são o mote do programa que marca a próxima estreia da CNB, serão o tema central desta conversa.
 
CNB DANÇA ÁRIAS DE MOZART NO TEATRO CAMÕES
2014-04-07

A Companhia Nacional de Bailado (CNB) vai interpretar, a partir de 24 de abril, no Teatro Camões, em Lisboa, a coreografia "Mozart Concert Arias", criada a partir dos temas do amor e da volúpia, por Anne Teresa De Keersmaeker.

 
A ESCOLA VAI AO BAILADO

2014-03-28


No passado dia 5 de março de 2014, integrado na parceria da Equipa de Educação Artística (EEA) - DGE/MEC com a CNB – Projeto de Aproximação à Dança, alunos da Casa Pia de Lisboa e do Complemento de Apoio à Família da Escola Básica Cataventos da Paz, do Agrupamento de Escolas Emídio Navarro, em Almada, assistiram ao bailado Orfeu e Eurídice, pela Companhia Nacional de Bailado, no Teatro Camões.


 
LA DESOLACIÓN DE ORFEU

2014-03-07


La quinta colaboración de la coreógrafa lusa Olga Roriz con el ensamble dirigido por Luísa Taveira sirve para conmemorar el tercer centenario del nacimiento del reformador de la ópera, Christoph Gluck. En el estreno de “Orfeu e Eurídice”, sobresalieron Carlos Pinillos y Filipa de Castro.

 
OLGA RORIZ APRESENTA NOVO TRABALHO NO TEATRO CAMÕES

2014-03-06

A mais recente coreografia de Olga Roriz chama-se "Orfeu e Eurídice". A peça estreou-se no Teatro Camões e é acompanhada ao vivo pela orquestra barroca Divino Sospiro.

 
Páginas:
Notícias por categoria:
Imprensa (111)
Televisão (24)
Revistas de Dança (5)
Rádio (14)
Blogs (2)
Críticas (8)
Jornais Digitais (50)
Outros (3)
Todas (207)
Consultar Arquivo