Sinopse

A coreógrafa italiana Ambra Senatore, atual directora do Centre Chorégraphique National de Nantes, é convidada a remontar uma das suas obras mais emblemáticas, Passo*, de 2010, e a fazer uma nova criação para a CNB.


PASSO

Quem são eles? O que fazem? As quedas e as repetições, um gesto inesperado? Passo explora os limites entre a ficção e a realidade, entre uma partitura coreográfica e a improvisação. Trabalhando sobre a dúvida e a surpresa com uma ironia subtil, Ambra Senatore coloca-nos face à transformação constante e inesperada do quotidiano. Passo, o passo. O da dança. O da caminhada, omnipresente e reveladora. O que diz muito sobre quem somos, para onde vamos, e como podemos encontrar o outro, ou não. Esta ligação entre o individual e o coletivo é um dos principais temas desenvolvidos no espetáculo, que vai desde duetos, trios e quartetos até ao uníssono, da desagregação à multidão em coro ou perdidamente solitária.

Ambra Senatore,
2010

*Produção executiva CCNN
Produção ALDES Coproduction Fondazione Musica per Roma, Chateau Rouge- Annemasse, Espace Malraux Scène Nationale de Chambéry et de la Savoie – CARTA BIANCA programa ALCOTRA – coperação França / Itália, Le Polaris de Corbas, EDA, Festival Delle Colline Torinesi, Festival Interplay – Torino com o apoio de Indisciplinarte, Fondazione Teatro Piemonte Europa, Reiss Arti Performative, Teatro Cucinelli, L’Arboreto Teatro Dimora di Mondaino. Apoio MINISTERO per i Beni e le Attività Culturali/Direzione Generale per lo spettacolo dal vivo, REGIONE TOSCANA / Sistema Regionale dello Spettacolo.


NOVA CRIAÇÃO

Para a nova temporada, o Centre Chorégraphique National de Nantes (CCNN) e a Companhia Nacional de Bailado (CNB) dão início a uma ambiciosa colaboração em torno da escrita coreográfica de Ambra Senatore.
Diretora do CCNN desde Janeiro de 2016, Ambra Senatore tem vindo a ocupar, ao longo de vários anos e de forma triunfal, os mais prestigiados palcos dedicados à dança, não só em França (Théâtre de la Ville, Biennale de la danse, Festival d’Avignon), como noutros países.

Questões como a partilha e o encontro são, para a coreógrafa, elementos essenciais do espetáculo ao vivo. O humano atravessa todo o seu trabalho e a sua dança vai sempre ao encontro das pessoas. Entre a dança, o teatro e as artes visuais, Ambra Senatore explora as fronteiras entre ficção e realidade, entre “o dentro e o fora da ação”.  As suas criações alimentam-se de elementos como a teatralidade, as ações e os gestos do quotidiano, cujos detalhes ela observa à lupa, antes de os transpor para um universo surreal.
Ambra Senatore pretende, com as suas peças, tocar as pessoas, propondo uma relação humana, deixando espaço para a fragilidade, a dúvida, o sentido crítico, a partilha e o humor.

Ficha Técnica

PASSO
Ambra SenatoreProjeto e coreografia
Caterina Basso, Claudia Catarzi, Matteo Ceccarelli, Elisa Ferrari e Tommaso Monza em colaboração
Fausto BonviniLuzes
Andrea Gattico e Ambra Senatore Conceção sonora
Brian Bellot, Andrea Gattico, William Shatmet, Anamor e Bedrich SmetanaMúsica
Artistas da CNBInterpretação